Adolescentes participam de campanha contra a exploração sexual no Terminal Metropolitano Jabaquara

0
18
sexual
Terminal Jabaquara (Foto: Adamo Bazani)

Alertar a sociedade para o assustador índice de denúncias contra a exploração sexual infantil é o que buscam a EMTU e a Associação Cristã dos Moços Leide das Neves ao se associarem na quinta-feira (18/05) em uma campanha que lembra o Dia Nacional de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Das 9h às 9h40, haverá uma grande mobilização no Terminal Metropolitano Jabaquara. Grupo de jovens da Associação Cristã dos Moços tocarão instrumentos de percussão na plataforma de embarque e desembarque para chamar a atenção dos usuários para a causa. Além da intervenção musical, cartazes estarão afixados em pontos estratégicos e panfletos com alertas serão distribuídos.

Segundo o Disque Denúncia Nacional (Disque 100), mais de 17 mil crianças e adolescentes podem ter sido vítimas de abuso sexual no país em 2015, cerca de 50 por dia.

O Dia Nacional de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi instituído no ano 2000, pela Lei Federal nº 9.970/2000, após uma menina de oito anos ter sido violentada e cruelmente assassinada. A data é uma convocação para que a sociedade proteja seus menores.

Serviço

Evento: Dia Nacional de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
Data: quinta-feira, 18 de maio
Horário: 9h às 9h40
Local: Terminal Metropolitano Jabaquara da EMTU – Rua Nelson Fernandes – Jabaquara

Dia Nacional de Combate a Exploração Sexual de Crianças

No dia 18 de maio de 1973, uma menina de oito anos foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada no Espírito Santo. Seu corpo apareceu seis dias depois, carbonizado, e os seus agressores, jovens de classe média alta, nunca foram punidos.

A data ficou instituída como o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”, a partir da aprovação da Lei Federal nº 9.970/2000. O “Caso Araceli”, como ficou conhecido, ocorreu há quase 40 anos. No entanto, infelizmente, situações absurdas como essa ainda se repetem.

Para mais informações sobre este tema, a Associação Brasileira de Defesa da Mulher, da Infância e da Juventude recomenda a leitura da pesquisa Exploração de Crianças e Adolescentes e a Copa do Mundo, publicada em 2013 e traduzida pela Childhood Brasil.

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO