Trânsito implementa desvios após queda de ponte na Avenida dos Estados em Santo Andre

Expectativa é que os trabalhos sejam executados até a próxima terça-feira; transporte público utilizará novo acesso construído no canteiro central da via

0
36
Foto: Ricardo Trida/Prefeitura de Santo André

A ponte da Avenida dos Estados localizada próximo à Avenida Antônio Cardoso e ao Sam’s Club cedeu completamente na tarde desta sexta-feira (7). Engenheiros da Prefeitura de Santo André começaram a realizar vários testes de carga para aferir a estrutura, que não suportou o peso de uma das máquinas que realizavam o trabalho.

O prefeito Paulo Serra esteve mais uma vez presente ao local e lamentou o ocorrido, informando que será aberto um contrato emergencial para a construção de uma nova ponte, além de solicitar recursos tanto na esfera federal, quanto estadual, por parte do DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica), órgão ligado ao Governo do Estado.

“Nós iniciamos o conserto de maneira imediata e durante testes de carga que realizávamos, a ponte acabou ruindo de vez, comprometendo totalmente sua estrutura. Inicialmente nossos técnicos analisaram que o reparo era possível, mas a ponte não suportou. Já entrei em contato com o Governo do Estado e o DAEE solicitando ajuda. É um desafio para a gestão de uma cidade complexa como a nossa, mas vamos trabalhar muito para fazer da forma mais rápida e eficiente possível”, detalhou o prefeito Paulo Serra.

Foto: Ricardo Trida/Prefeitura de Santo André

O Departamento de Engenharia de Tráfego (DET) vai realizar, a partir deste sábado (8), mudanças no viário do entorno durante o período de obras da nova ponte. Um novo acesso será construído no canteiro central próximo à ponte que dá acesso à Avenida Antonio Cardoso, exclusivamente para acesso de trólebus e ônibus. Já os motoristas terão como opção de retorno a ponte que dá acesso para a rua Caraguatatuba, próximo à entrada da Rhodia Têxtil (veja mapa abaixo). De acordo com os técnicos, a previsão de conclusão dos serviços é a próxima terça-feira.

A SATrans esclarece que foi necessário o desvio das linhas de ônibus municipais:

Linhas Municipais (Santo André)

I02 – Cidade São Jorge/Jardim Ana Maria
I03 – Jardim Bom Pastor/Parque Capuava
I04 – Jardim Las Vegas/Parque Capuava
I05 – Vila Rica/Estação de Utinga
I07 – Bairro Paraíso/Vila Lucinda
I08 – Jardim das Maravilhas/Bairro Paraíso
T12 – Jardim Alzira Franco/Centro
T14 – Jardim Ana Maria/Centro (Circular)
T16 – Parque João Ramalho/Ipiranguinha
T18 – Parque João Ramalho/Ipiranguinha

Linhas Intermunicipais (EMTU)

043 – São Caetano do Sul (Terminal Rodoviário Nicolau Delic)/Santo André (Cata Preta)
043BI1 – São Caetano do Sul (Terminal Rodoviário Nicolau Delic)/Santo André (Represa)
066 – Santo André (Jardim Las Vegas)/São Paulo (Terminal Sacomã)
087 – Santo André (Terminal Santo André Leste)/São Paulo (Metrô Tatuapé)
194 – São Caetano do Sul (Terminal Rodoviário Nicolau Delic)/Santo André (Cata Preta)
265 – Santo André (Terminal Santo André Leste)/São Paulo (Conjunto Habitacional Teotônio Vilela)
452 – Santo André (Terminal Santo André Leste)/São Paulo (Jardim São Roberto)

Linhas da Metra (Corredor ABD)

284 – São Paulo (Terminal São Mateus)/Santo André (Terminal Santo André Oeste)
284M – São Paulo (Terminal São Mateus)/São Bernardo (Shopping Metrópole)
285 – São Paulo (Terminal São Mateus)/São Bernardo (Ferrazópolis)
487 – Mauá (Terminal Sônia Maria)/Santo André (Shopping ABC)

Chuvas

A Defesa Civil registrou desde o início da noite de desta quinta-feira até a madrugada desta sexta-feira um alto índice pluviométrico. Na estação meteorológica do Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André (Semasa), RM9, no período das 8h de quinta até às 7h desta sexta, foram registrados 105,7 mm. No pluviômetro automático localizado em Utinga, o índice de chuvas chegou em 126,5 mm no período das 18h de quinta-feira até 1h da manhã desta sexta-feira. A média histórica dos últimos 30 anos para o mês de abril é de 116 mm.

Entre quinta-feira e a manhã desta sexta, a Defesa Civil registrou as seguintes ocorrências:

– 6 pedidos de vistoria em edificações
– 6 atendimentos para enchentes ou inundações
– 1 vistoria em árvore
– 1 vistoria em muro
– 2 atendimentos para deslizamentos
– 1 atendimento para vistoria em via pública, na Av. dos Estados

Sobre a questão dos problemas de alagamentos na região da Vila Metalúrgica/Vila Sá, o Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André informa que as obras de drenagem de médio e grande porte para a região mencionada, que eram de responsabilidade da municipalidade, já foram executadas.

As famílias atingidas nas enchentes receberão 80 kg de alimentos arrecadados pelo Banco de Alimentos e que serão disponibilizados pela Defesa Civil.

É importante dizer que os incidentes relacionados a alagamentos/enchentes na região da Vila Sá são em decorrência do extravasamento do córrego Oratório, cuja responsabilidade é do Governo do Estado, por meio do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE). É necessário que haja a canalização do córrego, obras que são de responsabilidade do Departamento de Águas e Energia Elétrica.

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO