Onda de furtos de bicicletas nos paraciclos da Estação Vila Prudente do Metrô

0
43
Foto: Divulgação

O local onde ficam os paraciclos na Estação Vila Prudente da Linha 15-Prata do monotrilho amanheceu com cartazes colados na manhã da terça-feira (28/03), alertando aos ciclistas sobre a onda de furtos que acontecem no espaço.

Paraciclos na Estação Vila Prudente da Linha 15-Prata (Foto: Folha da Vila Prudente)

Os ciclistas que frequentam o local disseram que o índice de furto de bicicletas nos últimos meses aumentou consideravelmente nos paraciclos. Os furtos também acontecem nos paraciclos que estão próximos da entrada da Linha 2-Verde, nas escadarias próximas à Rua Cavour. Uma das dicas que os ciclistas deram para evitar furtos é deixar as bicicletas com aquelas travas em “U” que são impossíveis de quebrar, pois geralmente aquelas travas com cabos de aço são facilmente cortadas pelos ladrões.

Paraciclos na Estação Vila Prudente da Linha 2-Verde (Foto: Folha da Vila Prudente)

Em uma matéria do jornal Folha da Vila Prudente sobre os furtos nos paraciclos, a reportagem obteve resposta do Metrô de São Paulo onde afirmam que a responsabilidade da bicicleta deixada no espaço é do próprio usuário e que não era de responsabilidade da companhia.

Em janeiro a reportagem da Rádio Bandeirantes apurou que a região da Estação Vila Prudente é mais um dos pontos críticos da segurança pública em São Paulo, um estudante que voltava da faculdade foi morto durante tentativa de assalto, na Rua Cavour, a via está localizada atrás da estação. Números da Secretaria de Segurança Pública indicam que, de janeiro a julho de 2016, a delegacia que atende a região da Vila Prudente registrou quase 2 mil casos de roubos e furtos. Alunos que estudam na universidade Uninove, na Rua Itamumbuca, ao lado da estação, relatam que a onda de furtos e assaltos é frequente.

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO