Motoristas e cobradores de ônibus do ABC aprovam paralisação na sexta-feira, dia 28

0
163
ABC Paulista
Foto: Gabriel e Izaias Corrêa/Litoral Bus

Motoristas e cobradores de ônibus do ABC paulista aprovaram em assembleia realizada nesta terça-feira (25), a paralisação da categoria na sexta-feira (28), em ato contra as reformas trabalhista, previdenciária e a lei da terceirização, propostas pelo governo Temer.

Segundo o Sindicato dos Rodoviários do ABC (Sintetra), a paralisação será de 24 horas e atingirá cerca de 130 linhas de ônibus municipais e intermunicipais em Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra e Diadema.

Cerca de 22 mil pessoas trabalham no transporte coletivo do ABC paulista. Os trabalhadores da categoria fazem parte de 24 empresas que realizam transporte coletivo municipal e intermunicipal nos sete municípios do ABC paulista, além de ônibus fretados e caminhões de carga.

O sindicato destaca que a greve geral poderá impedir o avanço das reformas. Confira um trecho da nota emitida pelo sindicato:

“Amigos usuários, nós só vamos mudar este trágico destino se houver realmente uma mobilização geral no Brasil. Na sexta-feira, 28 de abril, é a nossa hora. Estamos unidos com todos os setores da classe trabalhadora brasileira. Pedimos desculpas à população, mas diante deste massacre, nós vamos parar o País inteiro e mostrar que o povo brasileiro está de olho na classe política”.

O Sindicato dos Rodoviários do ABC se reuniu na noite desta segunda-feira (24/04) com a diretoria do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo do ABC para tratar da greve. No encontro o Sindicato dos Rodoviários do ABC orientou a entidade patronal a manter os ônibus nas garagens.

Trólebus da Metra

A concessionária Metra que atua no Corredor Metropolitano de Transportes São Mateus – Jabaquara e na extensão Diadema – Brooklin, informou através do perfil oficial da empresa no Twitter que os funcionários não vão aderir à paralisação desta sexta-feira (28).

A Metra opera hoje em 33 km do Corredor Metropolitano São Mateus – Jabaquara e mais 12 km do corredor Diadema – Brooklin, somando 45 km de corredores e atendendo as cidades de São Paulo, Mauá, Santo André, São Bernardo do Campo e Diadema. Com uma frota de 260 veículos que rodam cerca de 1,5 milhões de km por mês.

Professores da UFABC aderem à greve geral desta sexta-feira

Os professores da UFABC (Universidade Federal do ABC) decidiram aderir à greve geral que será realizada nesta sexta-feira (28/4), contra as reformas da Previdência e Trabalhista, promovidas pelo governo Temer. A decisão ocorreu em assembleia da categoria, por meio do Associação dos Docentes da Universidade Federal do ABC, na última quinta-feira (20/04), segundo o portal ABCD Maior.

Além dos professores da Universidade Federal do ABC paulista, os professores da rede estadual também decidiram cruzar os braços na sexta-feira contra as reformas.

Leia também

Motoristas e cobradores de ônibus da Baixada Santista decidem paralisar as atividades na sexta-feira, dia 28

Nove verdades e uma mentira sobre a reforma da Previdência

Redes Sociais

Siga o Mobilidade Sampa nas redes sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/mobilidadesampa
Twitter: https://twitter.com/MobilidadeSampa
Instagram: https://www.instagram.com/mobilidadesampa

* Post atualizado em 27/04/2017 às 18h55

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO