Câmara Federal questiona recusa de empréstimo para a Linha 18-Bronze

0
357
Foto: Fábio Arantes/Secom

Eleito vice-presidente da Comissão de Desenvolvimento Urbano na Câmara Federal, o deputado Alex Manente afirmou que a primeira medida no setor será questionar o governo federal sobre a decisão da Cofiex (Comissão de Financiamentos Externos) em recusar o empréstimo internacional para que o Governo do Estado inicie as desapropriações da Linha 18-Bronze (Tamanduateí-Djalma Dutra), modal que ligaria o Grande ABC ao sistema metroviário da capital paulista.

Nesta semana, o órgão vinculado ao Ministério do Planejamento não autorizou a gestão de Geraldo Alckmin contrair US$ 182,7 milhões (aproximadamente R$ 637 milhões) em recursos com instituições financeiras internacionais para início das obras da Linha 18-Bronze. Na avaliação da pasta, o Palácio dos Bandeirantes não demonstrou capacidade financeira suficiente para honrar com as parcelas do financiamento no futuro.

A Linha 18-Bronze está orçada em R$ 4,2 bilhões, sendo que R$ 1,92 bilhão será custeado pela iniciativa privada (o Consórcio Vem ABC, das empresas Primav, Encalso, Cowan e a Benito Roggio, venceu a concorrência) e a outra metade, pelo Governo do Estado e pela União. Serão 15,7 quilômetros de extensão, com 13 paradas entre São Paulo, São Caetano do Sul, Santo André e São Bernardo do Campo. O contrato foi assinado em 2014, mas até agora não se efetivou pela ausência de aporte. O prazo de término, que era 2018, já foi transferido para 2020.

Ex-secretário nacional de Transportes e Mobilidade Urbana no governo de Dilma Rousseff, Dario Rais Lopes, durante audiência pública na Câmara Federal para tratar sobre o assunto, afirmou que não era somente questão financeira que emperrava a construção do modal metroviário ao Grande ABC. Segundo ele, a União aguardava testes práticos no monotrilho da Linha 17-Ouro (que ligará o aeroporto de Congonhas ao Estádio do Morumbi) para dar andamento à Linha 18-Bronze.

Fonte: Diário do Grande ABC

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO