Geraldo Alckmin inaugura primeira etapa das obras da nova estação Suzano da Linha 11-Coral da CPTM

0
216
Estação Suzano
Foto: A2img/Eduardo Saraiva

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, esteve em Suzano na manhã desta quinta-feira (11) para fazer a entrega da primeira etapa das obras de reconstrução da estação de Suzano, que atende a Linha 11-Coral (Luz – Estudantes), da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). O prédio, que começou a ser reformado em 2011, a princípio, deveria ter sido inaugurado em 2013. No total, foram nove adiamentos. A nova estação será aberta ao público às 4h desta sexta (12). A população também já poderá fazer uso da passarela de transposição à via férrea, em área não paga, iluminada e aberta 24 horas.

O Expresso Leste, trem que circula direto entre as estações Estudantes e Luz, ainda não virá com 100% da sua frota até a nova estação Suzano. Os usuários ainda terão que fazer a baldeação na estação Guaianases. O secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, e o presidente da CPTM, Paulo Magalhães, também participaram da inauguração da estação.

De acordo com Geraldo Alckmin, com a nova estação, a região receberá mais viagens do Expresso Leste. “Essa é uma das maiores e mais modernas estações da CPTM, que abre para os usuários a partir de amanhã, quando mais seis trens integrarão o chamado ‘Expresso Leste’. Isso dá 20% a mais de horários de trens que virão direto, sem baldeação, até a estação Estudantes e Mogi das Cruzes. Antes eram 24 viagens e, a partir desta sexta, serão 30”, declarou o governador Geraldo Alckmin. “A partir de março serão mais dois trens novos, cada um com oito carros, totalizando 16 carros a mais para a linha 11-Coral”, completou.

A estação recebeu cobertura metálica e sistema de captação de água das chuvas, que após tratamento será utilizada para limpeza e banheiros. A estação conta com dois acessos (um pela Rua Doutor Prudente de Moraes e outra pela Rua Major Pinheiro Fróes) e dispõe de duas escadas rolantes e uma fixa, além de um elevador destinado prioritariamente às pessoas com mobilidade reduzida.

Foto: A2img/Eduardo Saraiva
Foto: A2img/Eduardo Saraiva

O novo prédio conta com instalações acessíveis e banheiros públicos comuns e exclusivos para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. Nesta primeira etapa, das 14 escadas rolantes já instaladas, seis entrarão em operação e dos quatro elevadores implantados, três estarão operacionais. Os demais equipamentos integram a segunda etapa da obra, quando a estação ganhará uma segunda plataforma (sul), a passarela sobre a Rua Doutor Prudente de Moraes, o prédio administrativo e o maior bicicletário administrado pela CPTM, com 536 vagas. Ao todo, a CPTM investiu R$ 46,2 milhões nas obras da estação da Linha 11-Coral.

Segundo o governador, uma nova licitação será aberta para a escolha da empresa que concluirá a segunda etapa da obra, previsto para ser entregue em 2017. “Essa nova licitação será aberta em março”, diz.

A intenção é que no futuro a estação funcione como terminal para ser o destino final da Linha 12-Safira, que hoje termina em Calmon Viana.

A partir desta sexta-feira, a estação provisória será desativada.

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO